Image layer Nosso Facebook mudou Curta e compartilhe!
Image layerA PERFEIÇÃO ABSOLUTA DELE TRABALHA EXCLUSIVAMENTE PARA O SEU BEM. POR ISSO... Image layer
Image layerÉ IMPOSSÍVEL... MAS DEUS PODE! Lc 18:27
Image layerA ESSÊNCIA DO DEUS INFINITO É PERFEITA E
EXCLUSIVAMENTE PARA NÓS, SEUS FILHOS.
RECEBER E DESFRUTAR É NOSSA ESCOLHA! UMA NARRATIVA ATRAENTE E ESTIMULANTE. UM CONVITE À VERDADEIRA ESPIRITUALIDADE
Image layerSE DEUS DISSE QUE EU POSSO ENTÃO EU POSSO! IREI E NÃO TEMEREI MAL ALGUM Filipenses 4:13
Image layerImage layer
Image layer99,9% NÃO COMBINA COM DEUS DEUS É 100% TODA ESSA PERFEIÇÃO É PARA VOCÊ! Image layer

DESFRUTANDO...  

Aqui você encontrará artigos, áudios, vídeos e tudo que possa nos levar a compreender um pouco mais sobre Deus e o quanto Ele quer que venhamos desfrutá-lo 24 horas por dia 7 dias na semana.

Desfrutando milagre em meio ao caos

Como produtor/apresentador da rádio CVC nos EUA, coube a mim no dia 11 de Setembro de 2001, transmitir as terríveis notícias dos atentados terroristas contra as torres gêmeas do World Trade Center em Nova York e ao Pentágono. Durante todo o dia literalmente sem intervalo, traduzi e passei as notícias para uma audiência estarrecida com o que acontecia. Como para milhões em todo o mundo, para mim, o momento mais chocante foi aquele quando as torres vieram abaixo. Era perceptível o fato de que milhares estavam perecendo naquela hora. Naquele momento eu disse para a audiência daquela emissora internacional para qual trabalhava, que tinha certeza que muito breve ouviríamos tremendos testemunhos de milagres ocorridos ali.

Foi o que realmente aconteceu com Stanley Praimnath, de Elmont, Long Island, Nova York. Tive oportunidade de ouvi-lo em uma entrevista meses depois para a rede NBC onde declarou que “Deus o salvou naquela manhã”.

Stanley chegou à Torre 2 do World Trade Center, tomando o elevador para chegar ao seu escritório no Banco Fuji no 81º andar. A empresa ocupava 4 andares do WTC. "Enquanto estava ali em pé ouvindo as mensagens gravadas da secretária eletrônica, olhei para o outro prédio, a Torre 1 do World Trade Center, e vi fogo caindo do topo do prédio", afirmou Stanley.

Enquanto Stanley ainda falava, ele olhou para fora e viu o avião do vôo 175 da United Air Lines vindo bem na sua direção. "Tudo o que pude ver era um grande avião cinzento, com letras vermelhas nas asas, vindo em minha direção", disse Stanley. "Mas tudo isso parecia estar acontecendo em câmara lenta. O avião parecia estar a 100 metros de distância. Eu disse: 'Senhor, toma o controle, não posso fazer nada aqui." Stanley então mergulhou em baixo de sua mesa. "Minha Bíblia estava em cima desta mesa", explicou Stanley. "Eu sabia, sem sombra de dúvida, que o Senhor tomaria conta de mim." Assim que ele se colocou em posição fetal embaixo da mesa, o avião entrou rasgando o prédio e explodiu. Milagrosamente, Stanley não estava ferido. No entanto, ele podia ver uma asa do avião em chamas na porta do seu departamento. Sabia que precisava sair do seu escritório e do prédio, o mais rápido possível. Mas estava preso embaixo de escombros até a altura de seus ombros. "Senhor, toma conta. Este problema é seu agora", ele lembra de ter orado. "Não sei de onde veio esta força, mas o bom Deus me deu um poder físico tão grande que consegui me livrar de tudo que me prendia. Eu me senti o homem mais forte da terra." Ao mesmo tempo que isso estava acontecendo, Stanley pedia ao Senhor para preservar sua vida. "Eu estava chorando e orando: 'Senhor, tenho coisas para fazer. Quero ver minha família. Senhor, ajuda-me a passar por tudo!'' O escritório de Stanley parecia uma zona de batalha: paredes caídas, equipamentos destruídos e espalhados violentamente com chamas começando no meio dos entulhos por toda parte.

Machucado, sangrando, e fracassando em todas as tentativas de sair, ele finalmente viu a luz de lanterna de um outro sobrevivente do outro lado da parede.

Quase sufocando por causa dos gases e combustíveis queimando, caiu de joelhos e disse: "Senhor, ajuda-me! Trouxeste-me até aqui, agora ajuda-me a chegar às escadas". Então Stanley fez algo surpreendente. Enquanto orava de joelhos, gritou ao homem que estava atrás da parede: "Há uma coisa que eu gostaria de saber, você conhece a Jesus?". O homem respondeu que ia à igreja todos os domingos. Então eles oraram juntos para conseguirem quebrar a parede. "Eu me levantei e senti um poder vir sobre mim", diz Stanley. Momentos depois ele conseguiu abrir um buraco na parede e com a ajuda do outro homem conseguiu passar para o outro lado da parede. "O homem me abraçou, me deu um beijo e disse: 'De hoje em diante você é meu irmão para toda a vida'". Mas o perigo não tinha acabado. O homem do outro lado da parede, que se apresentou como Brian, era um homem de idade e eles ainda tinham 81 andares para descer, com o prédio em chamas e, embora não o soubessem, prestes a desabar. Desceram com dificuldades para andar, parando em cada andar, mas finalmente chegaram. Stanley e Brian teriam corrido imediatamente do prédio, mas agora a área estava cercada por fogo. Depois de se encharcarem nos jatos de água dos sistemas anti-incêndio do prédio, eles se deram as mãos e correram através das chamas para a segurança da Igreja da Trindade, a duas quadras de distância. "Eu queria entrar na igreja para agradecer a Deus", Stanley explicou, "mas, logo que nós chegamos ao portão da igreja, o prédio (World Trade Center Torre 2) desabou." Stanley e Brian afastaram-se da área de perigo. Antes de se separarem, Stanley deu a Brian seu cartão na esperança de se reencontrarem depois e disse-lhe: "Se eu não o vir mais, nos veremos no céu." Machucado e sangrando, com as roupas esfarrapadas e uma camiseta emprestada, Stanley finalmente chegou em casa horas depois. "Abracei minha esposa e minhas duas filhas e nós choramos", disse Stanley. Depois de agradecer a Deus por preservar sua vida, Stanley disse a Deus que tudo o que fizer, fará para a sua glória. "Eu fiquei traumatizado, mas em cada momento digo: 'Senhor, se não estivesses no controle, eu não teria escapado.' Por alguma razão divina, eu sei, sem sombra de dúvida, que o bom Deus inclinou o avião uma fração de onde estava", disse Stanley. "Porque, quando o avião parou, estava a apenas 6 metros de mim. Não me importo com possíveis explicações, ou o que dirão daqui a alguns anos, mas eu sei que foi a mão de Deus que inclinou o avião. Meu Senhor Jesus é maior que o World Trade Center e seu dedo pode perfeitamente empurrar um avião!"

Não há dúvidas que nosso Deus trabalha para o bem daqueles que o temem!

“Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu um Deus além de ti que trabalha para aquele que nele espera.” Isaias 64:4

Por Edson Bruno

Parte da história de Stanley Praimnath reproduzida neste artigo foi originalmente publicada em Inglês no site http://www.ag.org/news/

Outros artigos

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS